A lua e eu

A lua estava tão bela
Que encantou ao menino
Como se fosse aquarela
Pondo fim ao vespertino

Sorria em tom cinzento
E encobria toda a tarde
Em cada doce momento
Sem fazer nenhum alarde

E quando a noite veio
E o dia pôde adormecer
Fez-se luz seu belo seio
Em todo seu luminescer

E o menino encantado
Apaixonado pela lua
Fez-se belo ser amado
No amor que ele cultua

Daniel Nascimento-e-Silva

Crédito de la imagen: Mystic Art Design en Pixabay

Categorías: